Portuguese English Spanish

A vida só tem sentido quando serve de preparação para vidas melhores.

A moral não é produto do meio social, mas da consciência.

Toda a beleza espiritual do passe espírita provém da fé racional no poder espiritual.

O materialista não é livre, pois está preso à ideia fixa de que tudo é matéria.

A Educação Espírita visa o desenvolvimento pleno do indivíduo, considerando-o um ser imortal e cósmico.

Mediunidade é a faculdade humana, natural, pela qual se estabelecem as relações entre homens e espíritos.

Confiteor, um livro doloroso é um artigo de J. Herculano Pires escrito para a Revista Internacional de Espiritismo, no ano de 1938.

Sobre ele, explica Jorge Rizzini, biógrafo do Professor Herculano:

Confiteor [trad. "Eu confesso"] é uma autobiografia comovente e inacabada porque sete meses após o início de sua redação [seu autor, Paulo] Setúbal, já tuberculoso, faleceu. O artigo [...] foi escrito em 1938, alguns meses depois do passamento de Paulo Setúbal. Onde publicá-lo? A “Revista Internacional de Espiritismo” e o jornal “O Clarim”, ambos da cidade de Matão sob a orientação superior de Cairbar Schutel, eram nessa época os veículos principais da imprensa espírita paulista, o que vale dizer, do Brasil. E para lá remeteu Herculano Pires seu artigo. Cairbar Schutel, que pela sua enorme folha de serviços já era considerado apóstolo do Espiritismo, pegou o envelope e olhou o nome do remetente. Era-lhe totalmente desconhecido. E leu o artigo, sem dúvida, com muito interesse porque ainda ecoava entre o povo o impacto da desencarnação de Paulo Setúbal, consagrado autor de romances históricos de grande êxito como A Marquesa de Santos, que mereceu tradução para o russo, o inglês, francês, árabe e o dialeto croata. Schutel não teve dúvida: incluiu o artigo de Herculano Pires entre os originais a serem publicados na próxima edição da “Revista Internacional de Espiritismo”, ou seja, em fevereiro de 1938. Mas, não chegou a ver esse número da revista editado: Schutel desencarnou uma ou duas semanas antes. Fato assaz significativo: dias depois da desencarnação do insigne jornalista de Matão, sua bela revista apresentava aos leitores o jovem estreante Herculano Pires, o qual viria a ser um dos mais lídimos representantes do jornalismo profissional brasileiro e, a exemplo do próprio Schutel, um denodado e brilhante defensor dos postulados espíritas!” (Jorge Rizzini, em J. Herculano Pires, o Apóstolo de Kardec)

Cairbar Schutel desencarnou aos 69 anos de idade, no dia 30 de janeiro de 1938.

CLIQUE NA IMAGEM PARA LER OU BAIXAR:


O PDF do romance Confiteor, de Paulo Setúbal, pode ser lido e baixado aqui.

Style Selector

Layout Style

Predefined Colors

Background Image